quinta-feira, 25 de setembro de 2014

John Stott: A perspectiva global da igreja

John Stott

Deus, nosso Salvador [...] deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade. [1 Timóteo 2.3-4]
O que chama atenção de imediato nos primeiros sete versículos de 1 Timóteo 2 é a repetição por quatro vezes (e por certo deliberadamente) da expressão “todos os homens”, com o sentido de “todas as pessoas”.
Primeiro, a igreja deve orar por todos. Não somente por todas as pessoas em geral, mas especialmente pelos reis e pelos líderes das nações, para que preservem a paz — mesmo que naquele tempo não houvesse nenhum governante cristão em lugar algum do mundo.
Segundo, o desejo de Deus diz respeito a todos. Deus quer que todos sejam salvos (v. 4). Ou seja, a igreja deve demonstrar interesse por todas as pessoas, pois Deus se interessa por todos. Além disso, a universalidade da mensagem do evangelho repousa sobre a unicidade de Deus: “Pois há um só Deus” (v. 5). O principal fundamento para as missões mundiais é o monoteísmo.
Terceiro, Cristo se entregou como resgate por todos. “Há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus, o qual se entregou a si mesmo como resgate por todos” (v. 5-6). Não é suficiente afirmar que há somente um Deus; devemos acrescentar que há somente um mediador, um Salvador — o Filho de Deus, que se tornou “o homem Cristo Jesus” através de seu nascimento e se entregou a si mesmo, em sua morte, como resgate por nós. É importante manter essas três palavras juntas — homem, resgate e mediador; elas remetem ao nascimento, à morte e à ressurreição. Deus primeiro se tornou homem para então nos resgatar, por isso não há nenhum outro mediador. Ninguém mais possui essas qualificações.
Quarto, a proclamação do apóstolo diz respeito a todos. Paulo foi chamado para ser apóstolo, arauto e mestre aos gentios (ou seja, a todas as nações). Embora atualmente não existam mais apóstolos comparáveis a Paulo, há uma necessidade urgente de mais arautos e mestres do evangelho.
Resumindo, a igreja deve orar por todos (v. 1) e pregar a todos (v. 7). Por quê? Crisóstomo, um dos Pais da Igreja, nos dá a resposta: “Para imitar a Deus!” Como o desejo de Deus e a morte de Cristo dizem respeito a todos, então a missão da igreja também deve ser para todos. Cada igreja é parte de uma comunidade local, mas deve ter uma perspectiva global.


quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Baixe e imprima diversos cartazes que vão lhe auxiliar na obra missionária

Dentro de nossa proposta de oferecer recursos, ainda que humildes, para servir às igrejas, elaboramos mais uma vez diversos cartazes temáticos, que podem ser usados para evangelização e para conscientizar a sua igreja sobre a importância de evangelizar e fazer Missões. Há também cartazes para crianças, e ainda cartazes contra as drogas. Confira! E ajude-nos, espalhando esses materiais entre outros irmãos e igrejas de seu conhecimento.



JESUS: PROCURADO e outros cartazes



Traduzimos e adaptamos um antigo cartaz evangelístico, originalmente elaborado na década de 60 por uma Missão norte-americana que era uma ramificação da Cruzada Estudantil e Profissional para Cristo. Um excelente e criativo recurso para evangelização, principalmente de jovens.


Junto também disponibilizamos mais três cartazes para incentivar sua igreja a evangelizar. 
Imprima e espalhe à vontade! O arquivo está em formato PDF.

Para baixar pelo site 4Shared, CLIQUE AQUI.
Para baixar pelo site Scribd, CLIQUE AQUI.

____________________________________

Cartazes contra o uso de drogas, álcool e cigarros


Elaboramos uma série de seis cartazes simples, em tamanho A4 e preto-e-branco, com mensagens de combate ao uso de drogas, álcool e cigarro. Para tal, valemo-nos tanto da criação 'pura' como da adaptação de materiais/mensagens já disponíveis na internet, como a mensagem sobre o álcool solvente, ou o cartaz da caveira formada por drogas, que é um cartaz do artista americano Jude Landry, e que nós traduzimos. São materiais ideais para você imprimir e tirar cópias, e espalhar por sua comunidade, e em murais de escolas, faculdades, empresas etc.
Outra dica: note que os cartazes sobre álcool e cigarro possuem dois modelos de cada um: em um está inserida uma pequena mensagem evangelística, e no outro não, para que ele possa ser veiculado em locais onde é proibida ou mal recebida a mensagem religiosa.
O arquivo com os cartazes está em formato PDF.

Para baixar o arquivo pelo site 4Shared, CLIQUE AQUI.
Para baixar (ou visualizar online) pelo site Scribd, CLIQUE AQUI.






______________________________________________





Cartazes para Escola Bíblica Infantil, com o 
foco em Missões e Evangelização


Desta vez disponibilizamos uma série de 9 cartazes, em preto e branco, para serem utilizados com crianças (Departamento Infantil, EBI, EBF, Culto Infantil etc.). 
São cartazes que podem ser coloridos pelas crianças, e cujo foco é incentivá-las a evangelizar e apoiar Missões. Há ainda um bonito cartaz para você marcar os aniversariantes do mês.
O arquivo está em formato PDF.

Para baixar o arquivo pelo site 4Shared, CLIQUE AQUI.
Para baixar (ou visualizar online) pelo site Scribd, CLIQUE AQUI.



Caso não consiga realizar o download dos arquivos, por favor solicite-me o envio por e-mail:sammisreachers@ig.com.br

































sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Pedalando no Sertão - Documentário sobre o missionário que evangelizou o sertão montado numa bicicleta

O Pr. Ubiratã Souza evangelizou pessoas do sul do Piauí e do oeste da Bahia
Debaixo de sol, sobre duas rodas de uma bicicleta, com poucos recursos, mas com muita vontade em levar a Palavra de Deus, assim, por muitos dias, foi a rotina do pastor e missionário Ubiratã de Souza que, desde os 22 anos, tem dedicado grande parte do seu tempo em ganhar vidas para Jesus.
“Quando ainda era jovem, Jesus me apareceu. Vi Suas mãos, Seu sangue e demônios correndo. Desde esse dia não parei mais de pregar o evangelho; dizer que Cristo é o salvador de nossas vidas e que grandes coisas Deus têm feito por nós”, explicou Ubiratã.
Pastor Ubiratã
Pastor Ubiratã
O pastor, que não imaginava ganhar este título, logo após seu encontro com Jesus, comprou um chapéu, no qual escreveu: “Ao Deus Desconhecido”, baseado passagem bíblica de Atos 17.23; e saiu de bicicleta pelo sul do Piauí e o oeste da Bahia evangelizando pessoas carentes – (“Porque, passando eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO. Esse, pois, que vós honrais, não o conhecendo, é o que eu vos anuncio” – Atos 17.23).
Segundo Ubiratã, ele visitou diversos lugares, pregando a Palavra de Deus, bem como vendo milagres acontecerem. Além disso, muitas pessoas se converteram e também serem batizadas. Quantos aos quilômetros percorridos em cima de duas rodas, o pastor declara que esses são incalculáveis.
“Certo dia, minha netinha estava chorando muito. Várias pessoas a pegavam no colo, mas ninguém conseguia fazer com que ela parasse de chorar. Então, o pastor Ubiratã veio até a minha casa, orou e a criança urinou bastante. Logo em seguida, ela parou de chorar”, contou Terezinha, moradora do Estado do Piauí.
Pastor Ubiratã
O documentário
O “Pedalando no Sertão” surgiu por meio de um encontro entre o cineasta, Ricardo Reis, e o missionário e pastor Ubiratã, durante a Conferência da Igreja Cristã da Família.
Ao ter conhecimento da história do pastor, Ricardo, junto a outras pessoas como Matheus Ortega, Saulo Augusto, Afonso Flores, Bruna Manzoli, Vanessa Laitano e José Nilson Rodrigues, decidiu documentar a vida deste homem que tem sido uma inspiração para muitos cristãos.
Segundo o diretor do documentário, Matheus Ortega, a produção do filme teve vários objetivos, os quais foram todos alcançados. “Impactamos a juventude cristã; honramos a vida do Pr. Ubiratã e sua família; e arrecadamos fundos e apoio para o Sertão brasileiro. Para nossa surpresa, também conseguimos enviar mais de R$ 50 mil para o Sertão do Brasil; e muitos jovens se interessaram em realizar missões no local”.
Gravações do documentário "Pedalando no Sertão"
Gravações do documentário “Pedalando no Sertão”
Ainda, segundo Matheus, a produção do documentário durou seis meses e foi realizada de forma totalmente voluntária. “Por meio deste filme, conseguimos realizar o sonho de retratar a história de um verdadeiro homem de Deus. Não contávamos com recursos para realizar uma mega produção, no entanto, contamos com a força de vontade e talentos de todos os envolvidos”, explicou. “Além disso, aprendi que não precisamos de muito para servirmos no Reino de Deus. Assim como o Pr. Ubiratã falou e viveu, o que precisamos é de força de vontade e disposição, pois Deus faz o resto”, finalizou.
Equipe de produção do documentário:
Direção: Matheus Ortega
Direção de Fotografia: Ricardo Reis
Produção: Ricardo Reis e Saulo Augusto
Som Direto: Afonso Flores
Assistente de Direção: Bruna Manzoli
Edição: Vanessa Laitano
Ator que interpretou o Pr. Ubiratã: José Nilson Rodrigues
Trilha Sonora: Palavrantiga, Susana de Oliveira, Carlinhos Veiga, Roberto Diamanso e Salvador Rodrigues.
Se você tem interesse em conhecer um pouco mais sobre a história deste homem que tem vivido para realizar a obra do Senhor, acesse vimeo.com e não deixe de assistir ao documentário “Pedalando No Sertão”.
Fotos: Arquivo do documentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...