sábado, 13 de outubro de 2018

Marcadores de Página com temas missionários para você baixar e imprimir


Olá amigos e irmãos! A novidade em recursos edificantes que apresentamos desta vez é uma série de marcadores de página, todos com temas de utilidade missionária. São ao todo sete temas, que você poderá baixar, imprimir e recortar.

Confira os temas:
  • Marcador com versículo motivacional e espaço de anotações para você inserir nomes de missionários, e nomes de povos e lugares por quem deve orar;
  • Uma série de 4 marcadores contendo um significativo resumo da história de Missões (linha do tempo), e dicas de livros sobre a história missionária da igreja;
  • Um modelo trazendo a Estrada Romana, que na verdade é um roteiro de versículos, apenas do livro de Romanos, apresentando o plano de salvação completo, para você utilizar como guia em sua ação evangelística;
  • Dois modelos de marcador contendo cada um cinco Esboços de Sermões Missionários diferentes;
  • Um modelo contendo de um lado Dicas (de atividades) para promover Missões em sua igreja, e do outro lado links para download de diversos materiais (livros, apostilas etc.) focados em mobilização missionária; 
  • Um modelo de marcador contendo uma ampla seleção de Versículos Missionários (a base bíblica de Missões);
  • Um modelo apologético, contendo de um lado as heresias e equívocos em que o catolicismo romano incorreu ao longo de sua história (e os versículos que os refutam), e do outro lado uma série de versículos para refutar algumas crenças das Testemunhas de Jeová.


E atenção: há alguns anos já havíamos elaborado uma série de nada menos que 17 modelos de marcadores de página, todos eles com diversas utilidades e recursos cristãos, alguns também com temas missionários. Agora, para facilitar, reunimos num ÚNICO arquivo PDF esses 17 modelos, MAIS os novos modelos que apresentamos acima.


PARA BAIXAR O ARQUIVO COM TODOS OS MARCADORES PELO SITE GOOGLE DRIVE, CLIQUE AQUI.

Lembramos aos irmãos que tais recursos NÃO PODEM SER VENDIDOS. São recursos de grande edificação e utilidade, elaborados apenas para proveito da Igreja de Cristo. Mas convidamos vocês a compartilharem o arquivo, bem como os marcadores impressos, com o máximo de irmãos ao seu alcance. Imprima quantos puder e distribua entre irmãos na fé!

FIQUE ATENTO: Todos os marcadores possuem dois lados (frente e verso); assim, você deverá recortar corretamente e dobrar cada um deles. Cada página a ser impressa consta na maior parte das vezes de dois marcadores (do mesmo modelo ou de modelos diferentes).

sábado, 6 de outubro de 2018

UM RELATO DE EXPERIÊNCIA - Missão no Haiti



“Como são belos nos montes os pés daqueles que anunciam boas novas, que proclamam a paz, que trazem boas notícias, que proclamam salvação, que dizem a Sião: "O seu Deus reina!”
Isaías 52:7


UM RELATO DE EXPERIÊNCIA - MISSÃO NO HAITI

No dia 12 de janeiro de 2010, um terremoto de alta magnitude atingiu o Haiti, causando muita destruição e mortes. Após o terremoto, no mês de março daquele ano, eu, Dilene Lopes, e um grupo de missionários visitamos esse país, especialmente suas igrejas, as quais estavam em ruínas devido ao abalo sísmico.
Nos primeiros dias, em uma das igrejas que visitei, os membros me contaram que acontecera um culto, e me mostraram os locais onde estavam o púlpito e o coral no momento do ocorrido. Pude, também, visitar famílias que tiveram perdas de parentes e amigos. E numa dessas visitas, conheci um casal de pastores que haviam perdido a filha durante o terremoto.
Este casal nos recebeu com semblante de profunda tristeza, nos relatou que seus dois filhos estavam na escola no momento da tragédia e, sem forças, nos disse que havia perdido sua filha. O pai contou que o filho mais velho, o qual havia sobrevivido ao terremoto saiu à procura da irmã em meio aos escombros, poeira e à uma multidão de pessoas chorando e gritando, mas já tarde demais pois ela estava morta no meio de cimento e ferro da estrutura escolar.
E ele nos disse que após o ocorrido, muitas pessoas se levantaram contra ele questionando a Deus, dizendo: “onde estava seu Deus? Porque seu Deus permitiu isso? Porque seu Deus não salvou sua filha?”. E, então, oramos por eles.
Dias depois, visitamos um outro lugar bem distante. E para chegar lá, tivemos que ir de carro até parte do caminho e continuar a trilha à pé e de cavalo, pois não dava para ir de carro até o local durante todo o trajeto. Muito embora houvesse o obstáculo da distância, fizemos o percurso com alegria no coração, rindo e louvando a Deus com os irmãos nativos, mesmo com a dificuldade de cantar na língua deles.
Estivemos hospedados naquele vilarejo por três dias; tomamos banho de riacho; o banheiro era de latrina; à noite não havia iluminação e havia muitas baratas no local. Dormíamos em barracas e minhas costas passaram a doer muito! Tudo o que eu queria era um lugar mais confortável para eu me encostar...
Esse lugarejo era afastado de tudo. Pessoas vinham de lugares distantes para cultuar a Deus e muitas delas chegavam a viajar por 4h à pé para estarem ali. Tamanha era a sede daquele povo por Deus e a força de vontade de estarem reunidos para adorarem a Deus, juntos, mesmo em meio ao caos estabelecido! As crianças iam chegando e, em seguida, os mais velhos. Lembro-me, também, que havia um pastor idoso que chegou da mata muito alegre e cheio de vigor, exalando felicidade com a sua Bíblia na língua francesa, isso porque ele não tinha uma bíblia no seu dialeto.
Aquele pastor, em especial, chamou-me muito a atenção. Ele contou que viera ouvir o que Deus tinha a dizer através de nossas vidas, e estava grato por Deus ter enviado pessoas de tão longe, as quais deixaram o conforto de seus lares para levar consolação a um povo que estava sofrendo com a recente tragédia. Aquela gratidão, tão perceptível, mesmo em meio àquela notória destruição, perdas, epidemias, falta de alimentos, nos constrangeu de forma extraordinária!
Segundos depois, senti a voz do Espírito Santo me dizendo: “Olhe para os pés dele!”. Eu olhei logo em seguida e vi que ele estava com os pés descalços, sujos pela poeira do caminho, com os dedos machucados e com a pele cheia de rachaduras. Foi aí que, então, o Espírito Santo me disse: “Dilene, sabe os pés formosos? Os pés formosos que anunciam as boas novas? Eis que estão à sua frente. São os pés feridos, cheio de rachaduras, expostos ao solo, com calos, marcados pela dor e que necessitam de cuidados.”
E sabe, caro leitor, naquele momento entendi, e ainda me agarro nesse entendimento, de que a caminhada cristã não é fácil! De que não adianta querermos enfeitar nossos pés ou tentar deixá-los lindos, pois a verdadeira caminhada cristã vai nos deixar marcas. Ela vai nos parecer por vezes dolorida, sofrida, cheia de renúncias, perdas, traição, abandono, humilhação, rejeição, julgamentos, críticas e até mesmo a morte.
Vamos, muitas vezes, precisar de socorro e de nos submetermos ao tratamento médico. E, eu te digo: não queira mudar essa realidade! Talvez seu pé esteja machucado demais a ponto de sangrar, mas adiante de você ainda está uma longa caminhada a percorrer. Seu coração pode estar cheio de tristeza e amargura, e até perdido a alegria de servir ao Senhor. Ou quem sabe, sua força pareça estar sendo sugada todos os dias, seus amigos e igreja te abandonaram e sobre sua vida há um ataque de morte.
Como irmã na fé, encorajo-te a voltar para o que a palavra de Deus diz. Leia-a, ouça o que Ele tem a dizer-te e guarde-a no fundo do seu coração. O nosso Pai vai te carregar, Ele é como um médico que irá ao encontro do seu coração, trazendo o remédio e cura que precisa. Nosso Pai é capaz de renovar suas forças e te dar o ânimo necessário para viver um dia de cada vez. Ele está sempre presente e não te abandona! Nosso pai, o dono da vida não vai deixar você morrer.
Então, se o exército que se chama IGREJA um dia falhar com você, lembre-se: existe um exército no céu, os anjos do Senhor, que em nome D’Ele, não falharão! O inimigo não vai te vencer! Fique firme, calma, ande devagar, dê pequenos passos, pare, sente, descanse, chore, ore, ria, coma, durma, leia a palavra e continue, pois ainda não terminou.
Com amor. Sua conserva,
Dilene Lopes.
_______________________________________________________
Dilene Lopes é pastora e pedagoga.

sábado, 29 de setembro de 2018

Cidades Menos Alcançadas do Sertão Nordestino - Baixe a pesquisa


A realização de um planejamento a fim de chegar aos lugares onde Cristo não foi anunciado (Rm 15:20) requer o entendimento do contexto dessas localidades, bem como de seus respectivos desafios, para então mobilizarmos campanhas de oração e plantio de novas igrejas. Portanto, o principal alvo deste trabalho de pesquisa, Cidades menos alcançadas do sertão: Um desafio à Igreja brasileira, realizada pela Missão Esperança e Fé – MEF, com apoio da Agência Missionária de Evangelização do Sertão – AMES e coordenada pelo Missionário Rodrigo F. Bellaguarda, é conhecer as cidades menos alcançadas do sertão nordestino – por “menos alcançadas” entenda-se as cidades com baixa presença evangélica (menos de 3,5%) e resistência ao estabelecimento da igreja. Esta pesquisa nos leva a enxergar o esforço da igreja para alcançar as regiões menos alcançadas do sertão e quais os resultados desse empenho nos últimos anos. Além disso, torna-se possível entender não apenas o que foi conquistado, mas qual é o desafio para essa região.

A primeira fase da pesquisa está disponibilizada em formato pdf (12 páginas).

Para baixar o arquivo, CLIQUE AQUI.

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Frases e reflexões de Ronaldo Lidório


A mensagem da salvação de Deus em Cristo Jesus foi desenhada para ser compreendida em todas as línguas e aplicada em todos os contextos, seja na sociedade ocidental urbanizada, seja na comunidade minoritária mais remota da terra. O evangelho é supracultural (comunicável a todos os povos), cultural (revelado ao homem em sua história), multicultural (atrai a Cristo pessoas de todas as nações), intercultural (os salvos em Cristo tornam-se um só povo em Deus), transcultural (deve ser levado de uma cultura para outra pela obra missionária) e contracultural (confronta o homem em seu próprio contexto e modo de vida). O evangelho de Cristo confronta, transforma e liberta (Ap 5.9; At 1.8; Jo 1.14; Cl 3.11; At 26.18).


O que segura um missionário no campo não são projetos, sustento, equipes ou igrejas enviadoras, mas sim a profunda, intransferível e inconfundível convicção que Deus o chamou.


A evangelização é mais ensinada do que exercida. Talvez seja preciso, ao fim do dia, de fato pesar onde investimos nosso tempo, esforço e dinheiro... e ver onde está nosso coração.


Deus ordenou e sua Palavra sempre foi obedecida. Ele disse ‘haja luz’ e houve luz. Falou ao mar e ele se abriu. Sua palavra foi obedecida por demônios que foram expulsos, enfermos que foram sarados, muralhas que caíram. Ele falou à tempestade e ela se acalmou. Ele também ordenou a igreja: vá por todo o mundo anunciar Jesus a todas as nações. Após dois mil anos de Cristianismo, Jesus ainda permanece desconhecido por boa parte do planeta, mais de 3.500 línguas faladas por dois bilhões de pessoas não o conhecem. Será a Igreja, perante todos, a única a desobedecer ao comando do Senhor?


Não deixe de semear, mesmo quando está difícil. Lance a semente em todas as terras. Uma semente há de germinar e talvez a mais improvável, a que menos promete. Não dê ouvidos àquele que diz que não vai acontecer porque a terra é árida, você é incapaz, o povo nunca muda, o problema é grande demais, o sol é forte e o vento está chegando. Lance a semente.


O plantio de igrejas não deve se definir em termos de treinamento e habilidade, mas pelo poder e desejo de Deus em salvar.


A certeza da missão: a Graça de Deus, O processo da missão: proclamar e viver o Evangelho de Jesus, a prioridade da missão: pregar onde Cristo não foi anunciado. Pode ser perto ou longe, primeiro Deus prepara nosso coração para obedecer, depois nos mostra o caminho. A obra missionária só acontece por meio da obediência.


Uma igreja cheia do Espírito é uma igreja missionária, proclamadora do evangelho e conduzida para as ruas, jamais enclausurada.


Se você é discípulo de Cristo, já está convocado a servi-lo com tudo o que você é e com tudo o que você tem – suas forças, competência, oportunidades, emprego, inteligência, relacionamentos, finanças e família.


Devido à abordagem missionária impositiva, frequentemente encontramos templos de cimento para cultura de barro, pianos de cauda para povos de tambores, terno e gravata para os que usam túnica e turbante, sermões lineares para pensamentos cíclicos, sapatos engraxados para pés descalços. Tão ocupados em exportar nossa cultura, nós nos esquecemos de apresentar-lhes Jesus, Deus encarnado, totalmente contextualizado no mundo de forma que ouçam e entendam.

Acesse: http://www.ronaldo.lidorio.com.br/

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Erguei os Olhos e Vede os Campos, livro do pastor Luiz Miguel Gianeli para download gratuito


Apresentamos aos leitores do blog Veredas Missionárias o livro Erguei os Olhos e Vede os Campos, uma excelente obra missiológica escrita pelo pastor e missionário Luiz Miguel Gianeli. Nas 244 páginas do livro, o autor apresenta um rico panorama bíblico sobre Missões, discorrendo sobre textos do Antigo e do Novo Testamentos. Uma coleção de sermões e mensagens, nos dizeres do autor, "que preguei ao longo destes doze anos e meio no campo missionário, seja em São Roque de Minas, Vargem Bonita, Piumhi ou em conferências missionárias pelo Brasil, adaptados para a linguagem escrita, acompanhados de reflexões sobre o tema que fiz durante nosso trabalho até agora e algumas ilustrações missionárias úteis para enriquecimento de devocionais e mensagens."

O autor continua: "Esta obra é fruto de nossa gratidão a Deus por tudo o que Ele tem feito em nossas vidas, pela salvação acima de tudo, por Sua graça, misericórdia e bondade a cada dia e pelo privilégio de, apesar de todos os nossos pecados, defeitos e incapacidades, servirmos no campo missionário, pregando o evangelho, implantando igrejas e pastoreando-as. Fizemos tudo com muito amor e dedicação.
Além disso, disponibilizar este material gratuitamente é uma forma de glorificar a Deus e espalhar a mensagem de Missões em forma de literatura, visando oferecer um material de apoio e incentivo à Igreja de Cristo, bem como agradecer ao Senhor e a todos os irmãos e amigos que estão investindo a apoiando meu ministério como escritor, seja adquirindo, divulgando ou distribuindo os dois primeiros livros que escrevi: "A Missão de Neemias", também sobre Missões e que acabou de receber uma nova edição pela Editora Crescendo, e "Como Peregrinos e Forasteiros", um comentário devocional da primeira epístola de Pedro."

PARA BAIXAR O LIVRO PELO SITE GOOGLE DRIVE, CLIQUE AQUI.


Alem da versão em PDF, gratuita, o livro também encontra-se disponível em formato Kindle no site da Amazon. E o autor ainda prepara uma pequena tiragem impressa da obra, a ser comercializada com aqueles interessados.

 Não deixe de visitar o blog do autor: http://diamanteseternos.blogspot.com/

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

MOBILIZAÇÃO MISSIONÁRIA: Caminhos Possíveis, e-book de Natália Almeida para download gratuito


        


Mobilização Missionária, caminhos possíveis, é, como o nome deixa vislumbrar, um pequeno manual de ensino e incentivo à mobilização missionária. Nesta breve obra, Natália Almeida (que os amigos costumam chamar de Flor Natália), em linguagem clara e concisa, compartilha com a igreja brasileira um pouco de seu conhecimento. Aliando sua experiência prática como missionária transcultural e urbana e como mobilizadora e treinadora à sua bagagem acadêmica (mestrado e doutorado em Educação pela UERJ), Natália transcorre por diversos tópicos referentes à mobilização. A cada capítulo, além das informações, o leitor é enriquecido com dicas bibliográficas de materiais, gratuitos ou pagos, que irão ampliar o entendimento e a visão sobre determinado aspecto da missão.

        Este é um material gratuito, que surge em momento oportuno, quando novos atores e alianças afloram no cenário eclesiástico/missionário brasileiro, no objetivo de envolver a Igreja nacional na obra de alcance dos pouco ou ainda não evangelizados, tanto dentro de nossas fronteiras quanto além.
     Baixe o seu exemplar, e compartilhe este material com outros irmãos e ministérios!

PARA BAIXAR O ARQUIVO PELO SITE GOOGLE DRIVE, CLIQUE AQUI.

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

A oração pelo folheto - Uma oração em favor dos folhetos evangelísticos



Um modelo de oração pelos folhetos evangelísticos 

Deus de amor, eterno Pai das luzes, a Ti apresento estes folhetos.
Há muitas almas, poucos são os folhetos: Que eles cheguem até o mais necessitado de socorro e cumpram o inadiável, para alcançar sempre o mais útil resultado.
Que ele seja retransmitido, Senhor. Que ele não fique esquecido nos bolsos de seus receptores, ou em Bíblias e gavetas da casa e do coração egoísta, tímido e autossuficiente de tantos crentes.
Ele é feito de papel, o mais frágil dos engenhos humanos. Mas contém a Tua palavra imorredoura. Que ele resista ao tempo e às intempéries, e ao ter prolongada sua vida útil, tenha prolongado o seu alcance.
Que a sua mensagem não seja motivo de escândalo, escândalo para a morte – mas que antes “escandalize” para trazer ao pecador o arrependimento, e fé ao descrente.
Que ele encontre as brechas, espaços e o endereço de quem tem e não tem onde abrigar-se. Que ele esteja no local certeiro e na hora exata para, dentre todas as almas, alcançar a mais certa em necessidade e receptividade, ainda que tardia.
Timidez é meu nome, timidez o meu crime. Aqui renego tal nome de lenta morte e rogo: Cura-me da paralisia de intimidar-me. Que eu lance a tempo e fora de tempo a palavra, e não me envergonhe da honra suprema de ser um Teu emissário.
Não olhe para mim quando fores abençoar estas sementes; sou o menor dos homens e o último do Teu arraial. Olha antes para Teu Filho que à tua destra clama dia e noite, e abençoe a lavoura; olha para Teu Filho para que o número de Teus filhos seja aumentado, Senhor.
São muitos os solos que encontrarei, e as próprias rochas possuem variada textura e sabor: inspire ao que do folheto redige a mensagem, se universal ou específica, a bem fazê-lo; que eu encontre, adquira e semeie a mensagem certa no chão correto – que cada texto comunique o máximo no mínimo espaço, expresse com precisão a palavra oportuna ao coração carente. Que haja mensagens universalmente compreensíveis, e que haja mensagens contextualizadas à toda particularidade étnica, social, cultural e temporal.
Eu oro pela Tua palavra neste folheto contida, Senhor, e para além de orar por ela, eu oro sob ela (Lc 5.5):
Tua palavra diz que a Teu amor nada se compara, pois ao próprio e Unigênito filho deste por resgate de todo aquele que nele crer (Jo 3.16): Que tal boa nova de grande esperança, como o mundo jamais viu, seja vista e conhecida por todos, em todos os lugares (Hc 2.2)!
Ela diz que é de Teu desejo que todos se salvem (1Tm 2.4): Que esta semente seja instrumento de salvação para o rico e o pobre, o judeu e o gentio, a criança e o adulto (Rm 2.10,11); que seja lido para o analfabeto e o cego, e seja traduzido para o que desconhece nossa língua (Ap 5.9), para que assim se cumpra a Tua vontade de salvação para todos os homens (2Pe 3.9).
Ela diz que todos os que o Senhor der a Cristo a Ele virão, e o próprio Cristo conclui dizendo que os que a Ele forem, de maneira alguma serão postos para fora (Jo 6.37): Que este convite traga a cada um dos Teus escolhidos, Senhor. Que desenterre os mortos, desperte os ébrios, cure os doentes, liberte os cativos, apresse os que dormitam, reconduza os desviados do caminho (Lc 4.17-19).
Que eu não faça do folheto minha muleta ou escudo para não ter que abrir a boca; não seja ele subterfúgio a esconder minha dificuldade, mas antes, Senhor, à minha dificuldade contempla (Mc 9.24): cada fruto de carne seja por fruto de Teu Espírito cambiado (Gl 5.22). E onde medo houver, plante ousadia; e mornidão por fervor, e ardente fé por desânimo e desesperança.
Esteja sempre em Tuas mãos a semente, a semeadura e o semeador. Desfaça o que for inóspito nos campos, para que toda semente logre sucesso a seu tempo; guarde o crescimento e a saúde das plantas e por fim: que toda semente que germinar, produza muito fruto (Mt 13.23).
Prospere nosso humilde trabalho, Senhor. Em nome de Teu Filho amado, nosso Senhor Jesus Cristo, Amém.

Sammis Reachers

sábado, 25 de agosto de 2018

Gente que faz arte para sustentar Missões

Um dos maiores problemas da ação missionária é a questão dos recursos financeiros. Infelizmente para quase tudo faz-se necessário dinheiro, notadamente em missões transculturais.
Alguns missionários congregam esforço e talento para produzir verdadeiras peças artísticas, que comercializam no objetivo ajudá-los a sustentar seja a obra missionária, sejam os estudos preparatórios. Vamos conhecer alguns deles?

Cadernos artesanais (moleskines).
O missionário Vinícius, vinculado à Missão Iris Global, produz e comercializa lindos cadernos e cadernetas artesanais, com preços bastante acessíveis. É a sua chance de possuir um material bonito, exclusivo, e ainda colaborar com a obra missionária. Entre em contato com Vinícius pelo e-mail: artsmissionsbr@gmail.com
Siga o trabalho de nosso irmão no Instagram: @artsformissions




Peças de vestuário personalizadas.
A ONG Paz para Todas as Nações colabora na manutenção de obreiros e realiza ações assistenciais em Moçambique, na África. Adquirindo qualquer camisa ou outra peça você estará colaborando diretamente com o esforço missionário desta Missão.
Encomendas com a missionária Vera: 21 97565-6832.



Pinturas.
O pastor Ailton, de Anápolis - GO, é missionário junto com sua esposa no Ministério Oásis,  onde trabalham no aconselhamento de pastores e missionários. Ailton é também um excelente pintor, e comercializa sua produção no objetivo de manter seu trabalho para o Reino.
Instagram: @notlie


segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Escreva uma carta para um missionário


A iniciativa Missões em Suas Mãos (MSM) é um conjunto de ações que tem como finalidade o cuidado com o Missionário. Mantida por Julio Heleno, Missões em Suas Mãos divulga missionários e eventos, e, dentre outras iniciativas, elabora um Catálogo de Empresas que contribuem com missionários, publicado regularmente. 
Conheça e se envolva com a iniciativa. Acesse: http://missoesemsuasmaos.com.br
Um dos focos do ministério é colocar mais pessoas em contato com missionários. E uma forma efetiva de apoio é através da comunicação, através de cartas e e-mails. Confira as dicas do MSM:
Na carta, faça o seguinte:
1. Se apresente. Diga quem é você e de onde é. Se utilizou os endereços e informações aqui do site do MSM, faça referência a isso – como segurança para o missionário.
2. Pergunte sobre como está sua vida, sua família e seu ministério. 
É importante lembrar que o missionário não é apenas o ministério que ele exerce. Se interessar sobre sua vida faz muito bem ao missionário. 

3. Diga que está orando por ele. 
4. Deixe um versículo bíblico e uma frase como aplicação. 
5. Se despeça. 
6. Diga que está aguardando um retorno. 
7. Deixe um contato seu. Pode ser WhatsApp ou e-mail. O endereço ele já terá por conta da sua carta. 
Se precisar de algum auxílio, chame o WhatsApp: 55 61 98147-2584. Ou pelo e-mail:  missoesemsuasmaos@gmail.com

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

E as almas de nossos vizinhos?



"Ah, se vocês têm corações cristãos ou humanos dentro de vocês, deixem que eles se comovam por seus pobres vizinhos ignorantes e ímpios. Ai dessas pessoas, pois não há mais que um passo entre eles e a morte e o inferno; muitas centenas de enfermidades estão à espera, prontas para aprisioná-los, e se eles morrerem não regenerados, estarão perdidos para sempre. Será que vocês têm corações de pedra, que não podem se apiedar de homens em tal condição? Se vocês não creem na Palavra de Deus e no perigo que correm os pecadores, por que vocês mesmos são cristãos? Se acreditam nela, por que não se movem em ajudar aos outros? Será que vocês não se preocupam com quem é condenado, desde que vocês sejam salvos? Se vocês pensam assim, então têm motivos de sobra para se compadecerem de si mesmos, pois esta estrutura espiritual é absolutamente incompatível com a graça... Vocês vivem próximos a eles, ou os encontram nas ruas, trabalham com eles, viajam com eles, ou se sentam e conversam com eles, e não dizem nada a eles com relação a suas almas, ou à vida por vir? Se suas casas estivessem se incendiando, vocês correriam e os ajudariam; então porque não os ajudaram agora, quando suas almas estão quase no fogo do inferno?"

Richard Baxter
Citado por John MacArthur em A Sós com Deus - O poder e a paixão pela oração (Ed. Palavra).

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Folheto Drama de Um Apaixonado (evangelização de usuários de drogas): Baixe e imprima


Há alguns anos atrás, o ministério CPR (Centro de Pesquisas Religiosas), de Teresópolis - RJ, editava diversos folhetos evangelísticos contextualizados. O foco principal do ministério era a apologética e o combate às seitas e heresias. Infelizmente, o projeto das publicações foi descontinuado.
Um dos folhetos do CPR era o Drama de um Apaixonado, uma mensagem contra o uso de drogas, valendo-se de texto (adaptado) cuja autoria é atribuída a Freddie Mercury, o falecido vocalista da banda de rock Queen.
Pois bem, preparamos um arquivo em pdf com um modelo similar ao antigo folheto. É um folheto bem simples, mas cuja mensagem, acreditamos, pode impactar muitas vidas de usuários (ou pretendentes a) de drogas, notadamente a cocaína (e seu derivado, o crack). O arquivo apresenta três folhetos numa mesma folha A4, ideal para imprimir em casa e recortar. Mas, caso queira, você pode também levar a uma gráfica para imprimir em quantidade.
Aproveitamos para anexar ao arquivo dois outros modelos de folhetos (um contra as drogas, outro contra o álcool), que havíamos elaborado há algum tempo. São materiais igualmente muito simples, mas de valia. Ainda mais nesta seara (usuários de drogas) para a qual há tão poucos folhetos contextualizados.

Para baixar o arquivo pelo site Google Drive, CLIQUE AQUI.


Nota: Embora o folheto 'Drama de um Apaixonado' apresente o que parecem ser dois lados (pois um dos textos está invertido), ele não precisa ser dobrado.

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Sugestão de um Diário de Oração para orar por Missionários



Sugestão de um Diário de Oração para orar por Missionários

DOMINGO – VIDA ESPIRITUAL
“Quando as tuas palavras foram encontradas, eu as comi; elas são a minha alegria e o meu júbilo, pois pertenço a Ti, Senhor Deus dos Exércitos.” – Jr 15.16

Contrariando a crença popular, missionários não são gigantes espirituais. Estão sujeitos às mesmas dúvidas, tentações e lutas que seus irmãos na igreja local sofrem. No entanto, as privações do campo missionário podem tornar essas lutas ainda mais árduas.
Ore ao Autor da Fé por:
·        Tempo consistente de oração e estudo das Escrituras.
·        Tempo significativo de adoração e comunhão.
·   Amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio.
·        Vitória sobre Satanás.
·        Comprometimento constante com a Obra.


SEGUNDA FEIRA – MINISTÉRIO
“Aqueles que são sábios reluzirão como o fulgor do céu, e aqueles que conduzem muitos à justiça serão como as estrelas, para todo o sempre.” – Dn 12.3

Deus não chama missionários para terras estrangeiras simplesmente para sobreviverem, formar uma família e se tornarem poliglotas. Eles foram enviados para ministrar. No entanto, os aspectos técnicos da vida em outros países muitas vezes impedem o missionário de cumprir seu propósito.
Suplique ao Rei dos reis por:
·        Uma obra do Espírito Santo no coração do povo do país.
·        Ousadia.
·        Pelos projetos que estão sendo desenvolvidos.
·        As pessoas pelas quais os missionários estão pedindo oração.
·        Sabedoria no uso do tempo, recursos financeiros e energias.


TERÇA FEIRA – FAMÍLIA
“Também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé...” -  Hb 12.1,2

Muitos missionários efetivos abandonaram o campo de batalha por causa de problemas familiares. Seja falta de ensino adequado para os filhos, pais idosos que precisam de cuidados ou uma família cujo comportamento compromete o testemunho cristão. Muitas vezes Satanás usa esse tipo de problemas para atrapalhar o ministério efetivo.
Ore ao Pai celestial por:
·        Relacionamento conjugal forte.
·        Apoio da família na retaguarda.
·        Capacitação para serem exemplo às pessoas que estão ministrando.


QUARTA FEIRA – RELACIONAMENTOS COM OS COLEGAS DE MINISTÉRIOS
“Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito, falando entre si com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e louvando de coração ao Senhor, dando graças constantemente a Deus Pai por todas as coisas, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo.” – Ef 5.18-21

A imagem de um missionário solitário se estabelecendo num povoado distante, lutando para aprender a língua falada, apresentando Cristo a toda a população e retornando à sua igreja local para relatar seus progressos, pode ser atraente, mas não é necessariamente precisa. Seu missionário pode bem estar trabalhando como parte de uma equipe formada de pessoas do país e pessoas de outras organizações missionárias, bem como parceiros de oração. Trabalhar em equipe nunca é fácil, muito menos quando estão em uma outra cultura. Peça o Conselheiro Maravilhoso:
·        Um espírito de cooperação e de equipe.
·        Disposição de cada membro de se submeter e aprender uns com os outros. Falta de atritos.
·        Disposição de confrontar e ser confrontados em amor.
·        Responsabilidade (disposição de prestar contas).


QUINTA FEIRA – LOCAL DE SERVIÇO
“Depois disso olhei, e diante de mim estava uma grande multidão que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé, diante do trono e do Cordeiro, com vestes brancas e segurando palmas. E clamavam em alta voz: ‘A salvação pertence ao nosso Deus, que se assenta no trono, e ao Cordeiro.’” – Ap 7.9,10

Conhecer o clima, a história, religião e sistema de governo do país onde o missionário trabalha ajudará você a orar de forma mais inteligente. Talvez seja difícil ou impossível conseguir visto de entrada, de modo que o missionário precisa entrar por um outro país. Ore:
·        Pela situação política e econômica do país.
·        Pelo crescimento da Igreja nacional na região (se houver uma).
·        Pela segurança dos obreiros cristãos.
·        Por perseverança enquanto estudam e trabalham.
·       Por direção clara para cada passo do caminho, ao desenvolverem o trabalho que foram chamados para fazer.


SEXTA FEIRA – CAPACIDADE DE COMUNICAÇÃO
“Pregue A Palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo, repreenda, corrija, exorte com toda a paciência e doutrina.” – 2Tm 4.2

O missionário precisa aprender a língua do povo que está alcançando, a fim de comunicar o amor de Deus de forma compreensível, numa cultura onde as coisas muitas vezes são profundamente diferentes. Ele não somente tem de aprender a língua, mas precisa aprender também a cultura. Ore:
·        Por diligência no aprendizado da língua.
·        Por contatos nacionais que facilitem o aprendizado da língua e da cultura.
·     Por disposição para se entrosar e praticar o que aprendeu, sem se importar se suas habilidades linguísticas sejam precárias.
·        Pela comunicação com a família, com os mantenedores e colegas de equipe.
·        Por habilidade para ministrar aos outros na nova língua.


SÁBADO – NECESSIDADES FÍSICAS
“O meu Deus suprirá todas as necessidades de vocês, de acordo com as suas gloriosas riquezas em Cristo Jesus.” – Fp 4.19

Sustento financeiro, boa saúde, equipamentos, transporte, moradia adequada e segurança em situações por vezes perigosas... As necessidades físicas do missionário são enormes! Ao receber cartas informativas, você saberá como orar especificamente. No entanto, eis aqui algumas sugestões gerais que o ajudarão a começar. Ore ao Grande Provedor:
·        Por saúde e segurança.
·        Por livramento da depressão, solidão e ansiedade.
·        Por moradia, escola para os filhos e transporte adequado.


Baseado numa carta de oração de um missionário.

Extraído do livro O que os cristãos devem saber sobre Orar por Missões, de Margaret Godfree (Danprewan Editora, 2004).

sábado, 28 de julho de 2018

COMISSÃO: Congresso de Missões do Centro-Oeste, em Brasília


Somos 40 milhões de brasileiros evangélicos, segundo dados do IBGE. No entanto, a igreja brasileira tem contribuido como o envio de apenas 0,01% de missionários transculturais, conforme pesquisa da AMTB, a Associação de Missões Transculturais Brasileiras.
O entendimento de que é urgente a necessidade de mobilizar igrejas e vocacionados para os campos missionários fez Amide, Associação Missionária para Difusão do Evangelho, sonhar com um evento de missões de âmbito regional, que mobilizasse toda a região Centro-Oeste e que fosse capaz de atrair pastores, líderes, missionários e jovens a fim de gerar maior despertamento e mostrar que o chamado de missões é para toda a igreja.
O Comissão – Congresso de Missões do Centro-Oeste nasceu com o perfil mobilizador. O tema deste ano é: “Este é o caminho, andai nele”, baseado no texto de Isaías 30:21.
O objetivo do Congresso Comissão é auxiliar vocacionados e igrejas a discernirem o projeto de Deus para as suas vidas, compreenderem o direcionamento de forma prática e oferecer orientação na tomada de decisões para os próximos passos da vocação missionária.
O evento contará com estrutura de louvor, com vários músicos convidados, além de estandes de organizações missionárias, workshops, oficinas, plenárias e orientação vocacional, com convidados do cenário missionário nacional e internacional. Público esperado: de 800 a 1.000 pessoas circulantes.  


Data: de 6 a 8 de setembro de 2018
Público estimado: de 800 a 1.000 pessoas
Local: Brasília, DF (na igreja Presbiteriana Nacional, 906 sul)
Programação:
Abertura - Quinta, 6/9 às 19h
Sexta, 7/9 de 8 às 22h
Sábado, 8/9 de 8 às 22h
Inscrições gratuitas: http://amide.org.br/comissao2018/gu

domingo, 22 de julho de 2018

Jesus, Missionário Maior: 30 chaves bíblicas para Missões


1 - Missões nasceu no coração de Deus - João 3.17

2 - Missões, fazer ou não fazer? - Romanos 10.13-15

3 - O missionário maior, Jesus - Hebreus 1.1,2

4 - Cumprir o seu programa de pregação global: a chamada Grande Comissão - Mateus 28.18-20

5 - Depender do poder único que deve mover a Grande Comissão - Atos 1.8

6 - Os agentes que vão realizar a obra missionária - Mateus 4.19

7 - Os campos missionários da Grande Comissão - Mateus 13.3, 8

8 - Os recursos financeiros da Grande Comissão - Lucas 8.5

9 - Resultado da nossa obediência à Grande Comissão - Salmo 126.5,6

10 - Contar aos familiares o que Deus fez por mim - Lucas 8.38,39

11 - Levantar os olhos para ver os campos brancos para a ceifa - João 4.35

12 - Atender um apelo vindo do inferno - Lucas 16.23, 24, 27, 28

13 - Lançar as redes enquanto podem fazê-lo - Lucas 5.4, 10

14 - Dar prioridade à obra missionária - João 4.31, 32, 34

15 - A busca dos perdidos - Lucas 15.4

16 - A reintegração dos deslocados espirituais - Lucas 15.8, 9

17 - Aceitando com festas os que voltam para o seio da família cristã - Lucas 15.20, 23, 24

18 - Antes da segunda vinda do Senhor temos de ceifar, pois a seara está madura - Apocalipse 14.14, 15

19 - Aproveitar as oportunidades enquanto é dia - João 9.4

20 - Levantando torres conforme Deus espera que o façamos - Lucas 14.28

21 - Enfrentando os inimigos da guerra desigual - Lucas 14.31

22 - Usando as chaves da pregação para que outros entrem no Reino - Mateus 16.18,19

23 - Aos que se consideram não contratados para trabalhar na vinha - Mateus 20.6, 7

24 - Saindo pelos caminhos e atalhos até que a Sua casa se encha - Lucas 14.23

25 - Mesmo que nasça o joio no meio do trigo - Mateus 13.24, 25

26 - Usando os talentos recebidos para realizar a obra missionária - Mateus 25.14, 15, 19

27 - Atendendo às necessidades espirituais do ser humano - Mateus 25.34-36

28 - Pastorear com prioridade os cordeirinhos - João 21.15

29 - Tendo Jesus como modelo de atividades missionárias - João 20.21

30 - Trabalhar antes que a porta seja fechada - Mateus 25.1, 6, 10

Texto do Pr. José Britto Barros, em seu livro de devocionais FAVOS DE MEL - Volume 10. No livro, o autor escreve um texto devocional sobre cada um dos trinta temas aqui elencados.
Aproveite também para ler um sermão de temática relacionada, do mesmo Pr. Britto, publicado AQUI no Veredas em 2013.

segunda-feira, 16 de julho de 2018

A Festa de Josué - Recurso visual para ensinar crianças sobre a Grande Comissão


O Joshua Project (Projeto Josué) é uma organização dedicada a estudar e listar os povos ainda não-alcançados e mobilizar a igreja para que se engaje no alcance dos que nunca ouviram falar de nosso Senhor Jesus Cristo.
Um dos muitos recursos que o Joshua Project disponibiliza para a igreja é o material A Festa de Josué (Jess's Party), que traduzimos para o português. Ele narra, em linguagem simples e com ilustrações, a história de Josué, um jovem que resolveu dar uma festa, e para isso convidar os amigos de todas as casas vizinhas. Josué encarrega seu amigo Leo de entregar os convites. Mas, durante a festa, Josué percebe que faltaram alguns de seus amigos. Isso porque Leo deixara de entregar os convites a todos, pois havia começado a chover e o caminho ficara enlameado... Ainda assim, em plena festa, Josué resolve reunir todos os amigos ali presentes e juntos saem para convidar os que faltaram. Assim, a festa fica completa, POIS O CONVITE CHEGOU PARA TODOS.
Como você deve ter percebido, essa estorinha ilustra a questão dos povos não alcançados da Grande Comissão que nos foi legada por Jesus, e nossa obrigação de alcançar a cada "casa" (povo, língua e nação da Terra) com o "convite" (as Boas Novas de salvação) para a "Festa" (a vida eterna com Cristo). 
Um excelente recurso para ensinar missões aos nossos pequeninos!

Para baixar o arquivo (24 páginas em formato pdf) pelo Google Drive, CLIQUE AQUI.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...